Recém-lançado, CPF Digital é diferente do e-CPF

A Receita Federal e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) acabam de lançar o aplicativo CPF Digital. Um detalhe importante: ele é muito diferente do e-CPF (certificado digital pessoa física).

A seguir, você vai entender as diferenças. A principal é que o e-CPF permite a assinatura digital de documentos, com garantia de autenticidade, integridade e validade jurídica.

O CPF Digital

O aplicativo do CPF Digital pode ser baixado em dispositivos com sistema Android e iOS. Conta um chat de inteligência artificial que tira dúvidas sobre o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2020 (IRPF), segundo informações da Agência Brasil.

Recebe também notificações da Receita Federal e permite a consulta à restituição e informa sobre prazo de entrega da declaração, multa por atraso no envio do documento e presta esclarecimentos sobre situações individuais, declaração em conjunto, carnê leão e isenção para pessoas com doenças graves

Por meio do aplicativo, o usuário pode exibir, na tela do celular ou do tablet, o cartão do CPF. O app é mais um passo do Governo Federal na digitalização dos serviços públicos.

e-CPF: certificado digital de pessoa física

Já o e-CPF tem aplicações muito mais amplas que o CPF Digital. O certificado digital de pessoa física é indicado para empresários e profissionais liberais (contador, advogado, médico, engenheiro, agrônomo, militar, etc) e outros.

Onde utilizar o e-CPF?

O e-CPF permite o acesso a uma série de serviços públicos e privados. Por meio de alta tecnologia, possibilita a identificação segura do usuário. Ele pode ser usado para os seguintes fins:

  • Receita Federal: CAGED, DIPF, DIRF, PERDCOMP, DACON, DEREX, DIMOB, DIMOF, DSPJ, e-CAC, IRPF, Homolognet, RAIS, SICONFI, SIL;
  • SEFAZ: NFA-e;
  • Governo: Empresa Simples, SISCONSIG;
  • Saúde: DMED, SISREI, TISS;
  • MEC: PROUNI;
  • Detran: e-CNHsp;
  • SPED: ECD, EFD, ECF, eSocial;
  • Caixa Econômica: FGTS, e-APS, Conectividade Social ICP;
  • Perícia Judicial;
  • Justiça: PJ-e, e-DOC, e-PET, e-STJ
  • Siscomex (comércio exterior);
  • Provisão de Procuração Eletrônica;
  • Assinatura de e-mails, documentos e contratos digitais da pessoa física, além de Prontuário Eletrônico de Paciente (PEP);
  • Entre outros serviços.

Conheça os tipos de e-CPF

Existem dois tipos principais de e-CPF:

– e-CPF A1: gerado e armazenado diretamente em um computador, com validade de 1 ano;

– e-CPF A3: gerado e armazenado diretamente em uma mídia criptográfica (token ou smart card), com validade de 1 a 3 anos.

Quando for escolher o seu e-CPF, é importante verificar se o indicado é o A1 ou o A3. O tipo necessário varia de acordo com a operação na qual pretende utilizá-lo.

Você precisa fazer o seu e-CPF? Basta entrar em contato com uma de nossas unidades. É possível fazê-lo, inclusive, por videoconferência, sem sair de casa.


Desde que foi lançada, no fim de março, a emissão e renovação de certificados digitais por videoconferência ganha mais e mais adeptos. Em tempos de isolamento social, essa opção se mostra segura e adequada às normas das autoridades de saúde.


A Certificação Digital é considerada serviço essencial pelo Governo Federal. Devido à pandemia de Covid-19, uma atenção redobrada está sendo dada à saúde de toda a população. Assim, é fundamental evitar aglomerações. Foi por isso que resoluções aprovadas pelo do Comitê Gestor da ICP-Brasil permitiram a emissão e a renovação de certificados digitais por videoconferência.


O processo de validação da documentação é realizado com os mesmos procedimentos da emissão presencial. Esse método oferece diversos benefícios para os usuários, que poderão fazer o todo o processo on-line sem sair de casa.


Confira as cinco etapas para garantir seu certificado digital por videoconferência


1- Adquira seu certificado digital no e-commerce de nosso site.

2- Encaminhe os documentos solicitados para a análise em nosso sistema.

3- Faça o agendamento da videoconferência no horário mais adequado para você.

4- Faça a videoconferência com um de nossos Agentes de Registro.

5- Após emitir o certificado digital, você poderá usá-lo imediatamente.

Essa medida simplificou a emissão de certificados digitais durante a pandemia, uma vez que a assinatura digital é de extrema importância para o funcionamento de empresas (emissão de documentos fiscais e outros serviços), transações bancárias, obrigações legais e outras atividades.


Quer saber mais? Entre em contato com uma de nossas unidades e nossa equipe vai te repassar todas as orientações.


Com a crise provocada pela pandemia de Covid-19, empresas grandes, médias e pequenas estão tendo de se adaptar rapidamente ao novo cenário. Mais do nunca, uma atenção especial deve ser dada às finanças dos empreendimentos.

Antes de contrair empréstimos, especialistas do Sebrae sugerem que o empresário faça uma análise cuidadosa da gestão da própria empresa. É preciso verificar os custos fixos, como aluguel, e os variáveis, que dependem do faturamento atual do negócio.

Levantamento do Sebrae apontou 112 linhas de crédito disponíveis em 22 estados diferentes. Confira o estudo clicando aqui.

Especialistas destacam ainda quatro importantes recomendações para ajudar os donos de pequenos negócios a avaliar as necessidades do negócio e, caso necessário, escolher uma linha de crédito. Veja a seguir.

Quatro dicas do Sebrae sobre gestão financeira

“1 – Muitos bancos já tomaram a iniciativa de prorrogar automaticamente por 60 dias os contratos vigentes dos clientes. Outros estão entrando em contato com os clientes até mesmo por aplicativos de mensagens para negociar novos prazos das dívidas. Converse com o seu banco e analise sua situação, tendo em vista que há um ambiente favorável neste momento.

2 – Avalie muito bem se estiver pensando em demitir um colaborador neste momento, pois uma demissão inclui custos na rescisão e, quando a economia voltar à normalidade, provavelmente você terá um novo custo para contratar. Verifique as condições da linha de crédito exclusiva para folha de pagamento anunciada pelo Governo Federal.

3 – Se fizer um comparativo entre duas linhas de crédito semelhantes e ficar na dúvida, avalie cada parâmetro (prazo, carência, garantias exigidas) e, caso as condições sejam semelhantes, escolha a de menor juros.

4 – Não deixe de levar em consideração o momento pós-Coronavírus. Dependendo do seu ramo de atividade, poderá levar um pouco mais de tempo para retomar o seu negócio ao patamar anterior. Então, o prazo de carência oferecido pelas instituições financeiras deve ser muito bem avaliado na hora de escolher entre uma ou outra oferta.”

Gostou deste conteúdo? Continue acompanhando nosso site e fique por dentro de novidades sobre gestão, empreendedorismo, contabilidade, certificação digital e muito mais!


Com a crise provocada pela pandemia de Covid-19, empresas grandes, médias e pequenas estão tendo de se adaptar rapidamente ao novo cenário. Mais do nunca, uma atenção especial deve ser dada às finanças dos empreendimentos.

Antes de contrair empréstimos, especialistas do Sebrae sugerem que o empresário faça uma análise cuidadosa da gestão da própria empresa. É preciso verificar os custos fixos, como aluguel, e os variáveis, que dependem do faturamento atual do negócio.

Levantamento do Sebrae apontou 112 linhas de crédito disponíveis em 22 estados diferentes. Confira o estudo clicando aqui.

Especialistas destacam ainda quatro importantes recomendações para ajudar os donos de pequenos negócios a avaliar as necessidades do negócio e, caso necessário, escolher uma linha de crédito. Veja a seguir.

Quatro dicas do Sebrae sobre gestão financeira

“1 – Muitos bancos já tomaram a iniciativa de prorrogar automaticamente por 60 dias os contratos vigentes dos clientes. Outros estão entrando em contato com os clientes até mesmo por aplicativos de mensagens para negociar novos prazos das dívidas. Converse com o seu banco e analise sua situação, tendo em vista que há um ambiente favorável neste momento.

2 – Avalie muito bem se estiver pensando em demitir um colaborador neste momento, pois uma demissão inclui custos na rescisão e, quando a economia voltar à normalidade, provavelmente você terá um novo custo para contratar. Verifique as condições da linha de crédito exclusiva para folha de pagamento anunciada pelo Governo Federal.

3 – Se fizer um comparativo entre duas linhas de crédito semelhantes e ficar na dúvida, avalie cada parâmetro (prazo, carência, garantias exigidas) e, caso as condições sejam semelhantes, escolha a de menor juros.

4 – Não deixe de levar em consideração o momento pós-Coronavírus. Dependendo do seu ramo de atividade, poderá levar um pouco mais de tempo para retomar o seu negócio ao patamar anterior. Então, o prazo de carência oferecido pelas instituições financeiras deve ser muito bem avaliado na hora de escolher entre uma ou outra oferta.”

Gostou deste conteúdo? Continue acompanhando nosso site e fique por dentro de novidades sobre gestão, empreendedorismo, contabilidade, certificação digital e muito mais!


Back to Top