Cinco dicas para o pequeno negócio não quebrar

Cinco dicas para o pequeno negócio não quebrar

Posted on 16jan

Especialista em vendas aponta erros mais comuns cometidos pelos empreendedores

Uma a cada quatro empresas no Brasil fecha as portas antes de completar dois anos. Mas como se precaver para não quebrar?

“Nem sempre é bom ter que viver experiências negativas para aprender. Decretar falência de uma empresa é uma delas”, explica o Sebrae.

Para compartilhar dicas que podem evitar o fechamento do pequeno negócio, o especialista em vendas Ricardo Magalhães falou sobre ao Sebrae. Ele separou exemplos de erros mais comuns cometidos pelos empreendedores.

Confira as dicas:

Seja diferente

Quando somos iguais aos outros, a única maneira de se diferenciar é baixar o preço. Se baixar o preço, acaba a margem. Se acabar a margem, acaba os funcionários. Se acabar os funcionários, acaba os investimentos e a empresa quebra. 

Ouça as pessoas

Quando não ouvimos os outros, ficamos suscetíveis a uma série de erros e não vemos que estamos repetindo os mesmos erros que já foram cometidos.

Comece pequeno

Um dos grandes erros de quem está iniciando, é querer parecer grande. Para não perder dinheiro, é melhor começar pequeno.

Seja vendedor

Não importa a área de formação, todo empreendedor precisa saber vender. De uma jornada de trabalho de 8h, dedique duas à venda.

Seja generoso

O que seria um diferencial hoje em dia? Introduza na missão, visão e valores da empresa a Generosidade. Adote essa filosofia para tudo que fizer.

Assista ao vídeo completo aqui.

Fonte: Sebrae.


5 dicas sobre buscar crédito para a empresa

Posted on 22ago

A primeira questão é: seu negócio realmente precisa buscar recursos?

Em algum momento, empresas de pequeno e médio porte podem precisar de crédito. Quem entende do assunto salienta que, embora o ideal seja não precisar dele, a necessidade pode aparecer. Nessa hora, o jeito é sair à luta. Mas como saber se esse momento realmente chegou?

Especialistas do Sebrae destacam que a primeira pergunta que o dono de um pequeno negócio se fazer é se realmente é necessário procurar novos recursos para o empreendimento. “O crédito viabiliza oportunidades, mas não as cria”, destaca o órgão.

O analista de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, Alexandre Guerra, ressalta a importância de ter um plano de negócios. Segundo ele, essa ferramenta é fundamental e deve ser respaldada por oportunidades mercadológicas.

“Financiamento é igual remédio, se não for bem dimensionado pode matar ou não funcionar. Ele deve ser utilizado exatamente para aquilo que foi previsto”, complementa Guerra.

O Sebrae listou cinco dicas para ajudar os empreendedores a refletir sobre o crédito. Confira a seguir:

“1. Cuide primeiro do planejamento

A construção de um bom plano de negócios é fundamental para ajudar o empreendedor a avaliar sobre o momento correto para buscar o crédito e quais as modalidades mais adequadas ao perfil do negócio. Também é importante certificar-se de todos os pré-requisitos necessários como: garantias, contrapartidas, cadastros, documentos, fichas cadastrais, documentações específicas entre outros.

 2. Saiba antever as dificuldades

Fique atento, pois alguns cenários podem dificultar o acesso ao crédito, como a situação legal, contábil e cadastral da empresa; falta ou desatualização do orçamento relacionado aos investimentos; parcela de recursos próprios insuficiente ou inexistente; garantias insatisfatórias; falta de documentação legal e conflito de informações na elaboração do plano de negócios.

3. Busque outras opções, como o capital empreendedor

Capital empreendedor ou capital de investimento é uma alternativa utilizada para apoiar negócios por meio da compra de participação no capital de uma empresa, geralmente minoritária. O Sebrae conta com algumas iniciativas que ajudam a preparar os donos de pequenos negócios inovadores para o processo de negociação com investidores por meio de workshops e mentorias que os habilitarão a entender a lógica e os processos do mercado de investimentos de risco.

4. ESC

A Empresa Simples de Crédito também funciona como uma alternativa de crédito para os pequenos negócios. A ESC realiza operações de empréstimos, financiamentos e desconto de títulos de crédito, exclusivamente para Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, utilizando-se exclusivamente de capital próprio. É uma das poucas formas de empresa que concede crédito e que não necessita da autorização do Banco Central para funcionar, o que a torna o processo mais simples e menos burocrático.

5. Perguntas que o dono do pequeno negócio precisa responder antes de buscar o crédito

Para que preciso do empréstimo?

Quanto preciso de empréstimo?

Como irei pagar o empréstimo?

Quando precisarei do empréstimo?”

Enfim, boa sorte nos negócios! E continue acompanhando em nosso site novidades sobre empreendedorismo, tecnologia, certificação digital e muito mais!


Back to Top